SENSIBILIDADE AMBIENTAL A DERRAMES DE ÓLEO EM AMBIENTES TERRESTRES: ESTUDO DE CASO DE TRECHO DA RODOVIA WASHINGTON LUÍS (SP-310)

Daniela Ferreira Ribeiro, Paulina Setti Riedel

Resumo


A utilização do petróleo e seus derivados como fontes de energia e como matérias primas vêm aumentando ao longo dos anos. Devido a sua intensa utilização, preocupações a respeito de acidentes envolvendo derramamentos desse produto no meio ambiente apresentam grande importância. O óleo bem como os derivados de petróleo apresenta riscos ao meio ambiente, como contaminação de rios e solos, e a saúde humana. Dentro desse contexto, torna-se necessário estudos que visem a proteção dos mais variados ambientes em relação aos riscos envolvendo derrames desse tipo de poluente no local. As Cartas de Sensibilidade Ambiental (Cartas SAO) caracterizam-se como ferramentas técnico-gerenciais para análise e avaliação das áreas sensíveis aos derrames de óleo, a fim de determinar os procedimentos adequados de proteção e limpeza. Os ambientes marinhos e fluviais apresentam-se como áreas amplamente abordadas pelas Cartas SAO em detrimento dos ambientes terrestres, nos quais os estudos ainda são considerados incipientes. Entretanto, estas áreas devem ser igualmente priorizadas, visto que o transporte rodoviário, principalmente da gasolina, é um dos principais meios de movimentação desses produtos perigosos, gerando assim riscos de acidentes envolvendo esses poluentes. O maior número de refinarias de petróleo do país está localizado na região Sudeste, além disso esta região também apresenta o maior número de rodovias classificadas na qualidade “ruim” ou “péssima”. Portanto, o principal objetivo dessa pesquisa é determinar o índice de sensibilidade ambiental dos parâmetros físicos dos ambientes adjacentes a um trecho da Rodovia Washington Luís (SP-310), esta que ocupa o 4° lugar no ranking de acidentes envolvendo produtos perigosos. Através do desenvolvimento da compartimentação fisiográfica da área de estudo, foram elaborados mapas de caracterização da área, que irão colaborar com o desenvolvimento dos índices de sensibilidade ambiental da região. Portanto, busca-se a construção de uma Carta SAO dos parâmetros físicos da área de estudo para contribuir com a elaboração de um mapa de sensibilidade ambiental terrestre da região, além de auxiliar com estudos futuros relacionados ao tema, visto que no Brasil os ambientes terrestres em relação à sensibilidade ambiental ao óleo são pouco abordados.

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia