SILÍCIO ATENUA TOXICIDADE DO ALUMÍNIO EM PLANTAS JOVENS DE CANA- DE-AÇÚCAR: TEORES DE CLOROFILAS E CRESCIMENTO FOLIAR

Gilmar da Silveira Sousa Junior, Domingo s da Costa Ferreira Júnior, Denise Aparecida Chiconato, Rita de Cássia Alves

Resumo


Com o intuito de verificar se o silício (Si) atenua a toxidez do alumínio (Al) em plantas jovens de duas cultivares de cana-de-açúcar neste trabalho foram estudados a área foliar e o conteúdo dos pigmentos clorofilianos. O experimento foi conduzido em hidroponia e o delineamento experimental foi em esquema fatorial 2x4x2, com duas cultivares (CTC9002 e CTC9003), quatro concentrações de sulfato de alumínio (0,0; 10,0; 15,0 e 20,0 mg L-1) e duas concentrações de silicato de potássio (0,0; 2,0 mmol L-1). Foram realizadas três repetições na avaliação da área foliar e para os teores de clorofilas, as repetições foram em triplicatas. A aplicação de Si melhorou a área foliar, o que pode estar relacionado com os maiores teores de clorofila a e b em plantas sob toxicidade de Al. A cv. CTC9003 foi menos sensível e apresentou respostas mais elevadas ao Si quando comparado a cv. CTC9002.


Texto completo:

PDF


Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia