ETILENO CONTROLA O CRESCIMENTO DO TOMATEIRO EM CONDIÇÃO DE DÉFICIT HÍDRICO

Lucas Aparecido Gaion, Anieli Baldo, Domingos da C. Ferreira Júnior, Victor D Amico Damião, Rogério Falleiros Carvalho

Resumo


O objetivo do presente trabalho foi investigar o envolvimento do etileno na sinalização entre raiz e parte aérea durante o déficit hídrico. Para tanto, foram utilizados os mutantes de tomateiro Never ripe (Nr), com baixa sensibilidade ao etileno, e o ‘Micro-Tom’ (MT). Plantas com 15 dias foram enxertadas (MT/MT; Nr/Nr; MT/Nr; Nr/MT) por fenda cheia. A seca foi gerada pela suspensão da irrigação por sete dias, enquanto as plantas controle foram irrigadas continuamente. Foram avaliados a massa seca das plantas, área foliar, parâmetros radiculares, pigmentos, peróxido de hidrogênio (H2O2), malondialdeído (MDA) e temperatura foliar. O déficit hídrico causou forte redução do crescimento da parte aérea em todas as plantas, bem como aumentou a temperatura foliar. Além disso, quando Nr foi utilizado como porta-enxerto ou enxerto, melhorou o crescimento das plantas irrigadas e não irrigadas, indicando que a sensibilidade ao etileno é um fator chave para a tolerância à seca. 


Texto completo:

PDF


Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia