Uso de membranas para purificação de biogás: revisão

Michelle Garcia Gomes, Luís Carlos de Morais, Daniel Pasquini

Resumo


O biogás é um combustível orgânico limpo que é produzido pela decomposição da matéria orgânica sob condições anaeróbias, composto de cerca de 55-65% de metano, 30-45% de dióxido de carbono, traços de sulfeto de hidrogênio e frações de vapor de água. A presença de outros compostos além do metano, embora ocorram em concentrações muito baixas, é um problema, uma vez que são prejudiciais para qualquer equipamento de processamento e restringem seu uso. Portanto, para atingir a composição padrão de biogás, é importante incluir as etapas de purificação antes de usar o biogás. As tecnologias tradicionais de purificação baseiam-se essencialmente no uso de métodos físicos e químicos, que também geram poluentes secundários e são caros. O presente estudo é uma revisão de diferentes processos de purificação de biogás baseados em membranas que são amplamente utilizados em todo o mundo e as principais tecnologias sendo desenvolvidas ou em pesquisa. Materiais de membrana apropriados, bem como um módulo eficiente e projeto de processo, determinam a competitividade com a tecnologia de separação convencional.

Palavras-chave


Purificação. Biogás. Membrana. Metano.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/holos.v19i3.12339

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia