Modelo área-volume para a Represa Guarapiranga empregando o índice NDWI

Caroline Favoreto da Cunha, Sabrina Brandão Cardoso, Elias Hideo Teramoto, Hung Kiang Chang

Resumo


As represas representam uma importante fonte de água para fins de abastecimento urbano. A variação do volume de água armazenada nesses reservatórios pode ser estimada a partir da relação empírica área-volume, na qual a área do reservatório ocupada por água pode ser calculada a partir de técnicas de sensoriamento remoto, destacando-se aquelas estimadas a partir do emprego do cálculo Índice de Diferença Normalizada da Água (NDWI). Para a construção do modelo área-volume da Represa Guarapiranga, uma das principais fontes de abastecimento de água na Região Metropolitana de São Paulo, 21 imagens com o índice NDWI foram produzidas com base em imagens de satélite Landsat-8 OLI entre janeiro de 2013 e janeiro de 2020. A análise de regressão da área coberta por água e o volume efetivamente mensurado na Represa de Guarapiranga, permitiram a elaboração de um modelo empírico área-volume com o coeficiente de determinação (R2) de 0,79, o que demonstra a viabilidade do emprego desta abordagem para estimativas realistas do volume de água armazenada.


Palavras-chave


Represa de Guarapiranga. NDWI. relação área-volume do reservatório. Landsat-8 OLI.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/holos.v20i1.12370

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia