INFLUÊNCIA DO ESGOTO DOMÉSTICO NO ECOSSISTEMA MANGUEZAL

Eliane Marta Quinones Braz, Archimedes Perez Filho

Resumo


Esta pesquisa objetivou verificar a possível influência do esgoto doméstico in natura no ecossistema manguezal. Os estudos de campo foram realizados na região estuarina de Itanhaém, Estado de São Paulo, no período de agosto de 1996 a agosto de 1998. Foram analisados parâmetros geoquímicos nos sedimentos, possibilitando o conhecimento preliminar deste ecossistema. Três áreas de manguezais foram selecionadas para o estudo: duas próximas ao lançamento de efluentes nos bairros, e uma terceira área localizada em uma zona protegida na margem do Rio Itanhaém, servindo como controle. Nessas áreas realizou-se o acompanhamento de plântulas de mangue e uma análise qualitativa da fauna presente. Os resultados demonstraram que os poluentes proporcionaram um maior desenvolvimento de plântulas de mangue e também contribuíram para um aumento da matéria orgânica. Os poluentes também foram
responsáveis pela presença da fauna aérea, aquática e terrestre na região.

Palavras-chave


Ecossistema; Estuário; Mangue; Nutrientes; Sedimentos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/holos.v1i2.1629

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia