DESEMPENHO DO REATOR DE FLUXO ASCENDENTE COM LEITO DE LODO (UASB) NA REDUÇÃO DO PODER POLUENTE DE ÁGUAS RESIDUÁRIAS DE SUINOCULTURA

Fernanda Lúcia Alves Ferreira, Luiz Augusto do Amaral, Jorge de Lucas Júnior

Resumo


Os resíduos produzidos na suinocultura, ricos em matéria orgânica e patógenos, são freqüentemente responsáveis pela poluição do solo, ar e água. A utilização da biodigestão anaeróbia é uma alternativa viável encontrada para redução do poder poluente de águas residuárias de suinocultura. No presente estudo, avaliou-se o desempenho do reator de fluxo ascendente com leito de lodo (UASB). Observou-se que os valores médios da demanda química de oxigênio (DQO), de fósforo (P), nitrogênio (N), zinco (Zn) e cobre (Cu) sofreram variações decrescentes a partir da entrada no biodigestor, reduzindo o impacto ambiental que causariam, porém não houve redução significativa das concentrações de sódio (Na) ao longo do sistema. A produção de biogás demonstrou a eficiência do sistema do ponto de vista energético. Os estudos realizados demonstraram a possibilidade de redução drástica do poder poluente de águas residuárias de suinocultura.

Palavras-chave


Dejetos de suínos; Biodigestão anaeróbia; Impacto ambiental; Metais pesados; Biogás.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/holos.v1i2.1632

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia